Universidades e politécnicos nacionais e galegos assinaram na quarta-feira o Acordo de Cooperação da Branda Científica com a Universidade do Minho na freguesia de Gavieira, concelho de Arcos de Valdevez.

O projeto prevê a construção de uma estação internacional de investigação para apoiar trabalhos de investigação científica da biodiversidade, ecossistemas, alterações climáticas e dos recursos naturais e culturais.

Ao todo participaram no acordo dez universidades e politécnicos, nomeadamente a Universidade do Minho, Universidade do Porto, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Instituto Politécnico de Bragança, Universidade de Vigo, Universidade de Santiago de Compostela, Instituto de Geografia e Ordenamento de Território da Universidade de Lisboa e o Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa.

A iniciativa também pretende desenvolver um programa internacional de investigação PNPG/Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurês. Os assinantes assumem o compromisso de apoiar investigações e o ensino em diversas matérias, bem como promover a mobilidade de professores, investigadores e alunos.

A Branda Científica em São Bento do Cando localiza-se em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês. Terá capacidade para acolher cursos de doutoramento e mestrado de curta duração, bem como trabalho de campo de investigadores.

A celebração do acordo contou com a presença do presidente da câmara, João Manuel Esteves, da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, da ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, da Presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, Maria Arménia Carrondo, e do bispo de Viana do Castelo, D. João Labrador.

Texto: Fernando Morant

Categorias: Noticias