Uma derrota caseira, frente ao RC Montemor, por 15-19, afastou a equipa sénior do CRAV do grupo do título do CN1 e fez com que os arcuenses terminassem no 5º lugar da prova.

Em comunicado, o clube afirma que foi “um jogo intenso e equilibrado, mas não foi bem jogado”. Para a equipa do CRAV “do ponto de vista classificativo, não estava nada em jogo”, mas “para os visitantes, a vitória seria a garantia da participação na final do campeonato, agendada para 11 de maio”, que acabou garantida com esta vitória em solo arcuense. 

Quanto à partida, os forasteiros marcaram dois ensaios na fase inicial do encontro, “perante uma oposição passiva dos minhotos”. Até meio da primeira metade, a equipa do CRAV “ia sendo dominada (…) com muitas dificuldades nos embates físicos, e dificuldade em impor-se nas fases fundamentais de conquista de bola, nomeadamente alinhamentos e formações ordenadas”. Foi após este período que “surgiu o melhor momentos dos da casa”, optando por “uma maior circulação de bola e procurando perfurar em todas as zonas do terreno, o CRAV consegue um ensaio aos 30 minutos”. No entanto, já na parte final o RC Montemor volta a “impor-se com uma superioridade flagrante do seu bloco avançado, fazendo recuar os arcuenses, mas sem efeito no marcador”. Ao intervalo o resultado era de 7-14. 

Na segunda parta o CRAV ia “tomando a iniciativa do jogo, mas de uma forma inconsistente”, já que “não conseguia ganhar alinhamentos, tinha muitas dificuldades nas formações ordenadas e as opções tácticas eram pouco esclarecidos, em virtude do sub-rendimento de alguns dos seus atletas neste jogo”, relatou o clube arcuense. Apesar disso, os arcuenses conseguiram converter uma penalidade que colocou o resultado em 10-14, mas os visitantes responderam com um ensaio voltando a aumentar a vantagem para 10-19. 

Já na parte final do encontro, um ensaio para os arcuenses “em nome da honra”, deu nota o clube.

Com este resultado o CRAV terminou no quinto lugar do grupo, com a final do CN1 a ser disputada no dia 11 de maio entre CR Técnico e RC Montemor. Quanto ao quinto lugar do CRAV, o clube fala de “um campeonato muito competitivo, onde perdeu quatro jogos por diferenças inferiores a 5 pontos”.